CONTAGEM REGRESSIVA

Estou a um mês do final da escrita de De mãos dadas. Não que a história esteja no fim, mas resolvi tentar acabar no mesmo dia que comecei: 1/6. Interessante que foi o que aconteceu também com Construir a terra, conquistar a vida, que comecei e terminei em 22/5, com seis anos de intervalo entre o início e o final. Desta vez, serão três anos, e a mesma grande quantidade de páginas. Não falta escrever muita coisa. Estou em setembro de 1927, terminando uma série de cenas importantes e demoradas. Depois dou uma corrida e me detenho em acontecimentos importantes no mês de dezembro e janeiro. Depois outra corrida até maio ou junho, ainda não decidi, quando acontecerá a cena final. Acho que consigo fazer o que falta nesse último mês. Mas, para isso, tive que parar com minhas leituras, e com todas as outras atividades: reduzi tempo de internet, interrompi a diagramação de Construir a terra, conquistar a vida, parei de fazer textos para o blog – vocês devem ter percebido que quase não publiquei em abril, e também não vou publicar mais nada este mês de maio. Agora Toni é a prioridade e todo tempo que eu tiver é para terminá-lo. Preciso aumentar minha quantidade de páginas por dia, porque a um ritmo de meia página por dia eu não vou alcançar a meta de acabar na data programada.

Bem, então volto aqui em 1/6 para dar notícias. Até lá.

Posted on: 1 de maio de 2014Mônica Cadorin